É apenas a melhor maneira de me impulsionar para frente, eu sei.
Não tentei com todas as minhas forças e agora me pergunto o porque acordei só agora...
Vez ou outra me sinto diferente, uma mudança que não planejei, que me assusta.
Pela primeira vez eu não quero acordar amanhã e seguir como sempre, eu quero que o mês passe, que os dias sigam sem mim, pelo menos sem minha consciência e meus pensamentos...
Se me fosse permitido passar por eles com indiferença, mas não será, e talvez amanhã uma nova fase inicie...





continua...



Não porque não fale de amores, que não tenha vontade de me apaixonar...
Não porque não falo de futuro, que não pense nele, que deseje.
Deixo a vida acontecer e hora ou outra me policio por isso.
Talvez se quisesse mais, se desejasse mais as coisas viriam mais facilmente.
Dizem que mentalizar é importante, mas tão poucas foram as vezes que mentalizei a carreira dos sonhos, tão poucas foram as vezes que me imaginei num casamento ideal.
Não que eu não tenha sonhos, mas a maioria deles é para amanhã, não para daqui há alguns anos.
Penso em que idioma farei quando terminar o Inglês, muito possivelmente daqui alguns anos estarei cursando o francês. Quero aprender línguas, fazer todos os cursos ligados a minha area que estiverem ao meu alcance, quero me livrar de medos, viajar, ganhar experiências, para somente aí sonhar com um brilhante futuro profissional. Talvez eu não devesse saber que nada na vida se conquista facilmente, talvez aí eu me permitisse sonhar mais alto.
Me apaixonei somente uma vez, somente uma vez fechei os olhos e pensei em alguém, eu era uma menina e não planejei por isso, num dia comum aconteceu. É assim que espero, sem correr atrás, sem imaginar, sem olhar garotos na rua esperando que um deles venha a significar algo pra mim. Devo dizer que interiormente sinto que não é o momento, tenho muitos planos para o amanhã breve, outras prioridades. Preciso antes construir coisas minhas, fazer planos sozinhas, alcançar meus objetivos, me sentir melhor comigo mesma, para depois pensar em me dividir com alguém. Eu ainda não estou por inteira, não acredito que um namoro nos complete, acho que nós nos completamos sozinha, para depois nos dividirmos com o outro.
Viver o hoje, é ele que formará o amanha.
O meu presente não é da maneira que planejei há anos atrás. Eu nunca planejei meu hoje. E agora vejo que Deus faz planos melhores por nós, estou exatamente onde queria estar, sem nunca ter sonhado, a vida me deu exatamente o que me faria feliz. Eu não saberia sonhar tão bem.
É "como se a vida soubesse de sonhos que eu nunca sonhei..."




ANJOS...

Vejo anjos por toda parte, a cada passo que dou, alguém que me sorri e com delicadeza nos gestos transforma sentimentos indesejados em sorrisos.
A vida tem me causado tantas emoções nunca antes sentidas, tantos pensamentos que não posso mais dominar, contradizendo a tudo isso; como eu me sinto protegida, sentimentos aparentemente impossíveis de coexistir se fazem presentes, me dão o equilíbrio necessário para, dia após dia, sobreviver e continuar...
Ser feliz "apesar de"... Eu ainda consigo!
Sou imensamente grata pela vida, por cada sensação que ela me proporciona, por cada presente que diariamente me é dado, por cada erro que futuramente se transformará em acerto...
Na última semana a vida me foi tão difícil de ser encarada, mas tenho total consciência de que não posso parar, que há tantos sonhos esperando por mim, e para que eles nasçam eu não posso jamais desistir.
A vida trata de me enviar respostas rápidas, motivações simples, o outro lado não é assim tão difícil de se alcançar quando há nele alguém esperando por nós.
Me sinto guiada de alguma maneira, algo maior que me dá força nos momentos em que penso não poder mais, como um dia que acaba chuvoso e amanhece com a suavidade do nascer do sol.




 

"Quando eu estou aqui, eu vivo esse momento lindo
Olhando prá você e as mesmas emoções sentindo...
São tantas já vividas, são momentos que eu não me esqueci
Detalhes de uma vida, histórias que eu contei aqui...
Amigos eu ganhei, saudades eu senti partindo...
E às vezes eu deixei você me ver chorar sorrindo...
Sei tudo que o amor é capaz de me dar... "




É triste, vazio, é novo, é cheio de possibilidades.
Tantos sentimentos diferentes que se mesclam, pequeninas partes formando uma só confusão.
Talvez não tão de repente. De repente pra mim, que talvez não tenha me preparado o suficiente para vida.
É, a vida, essa mesma que tanto tenta me chamar para a realidade, a vida que eu tanto considero bela, está me chamando, me sacudindo de todos os lados. 
Jogando com todos os sentimentos que existem em mim, juntando-os para que eu não os defina.
O meu mundo está brincando de malabares, mas eu permaneço aqui, como quem não foi convidada para brincadeira.




" E se virá
Será quando menos se esperar
Da onde ninguém imagina

(...)

Existirá
E toda raça então experimentará
Para todo mal
A cura "

(A Cura- Lulu Santos)




 FELIZ 2008

Como traduzir em palavras, um ano em que tantas imagens foram geradas, que ao relembrá-lo só consigo reviver momentos e ver rostos que não apenas contribuíram, mas que fizeram de 2007 um dos melhores anos da minha vida, quando minha retrospectiva nada mais é do que um singelo agradecimento as pessoas mais presentes no meu ano.
À aquela que esteve presente em todos os meus dias, recheando-os dos abraços inesperados e dos sorrisos mais sinceros, menina das frases lindas que tanto respondi com brincadeiras tão sinceras, mas que hora ou outra me faz dizer olhando nos olhos frases tão dificieis de serem ditas pessoalmente por mim, que me ensinou a ter calma, quem dividiu comigo todos os trabalhos e juntamente com eles todos os medos e preocupações, juntas alcançamos lindas vitórias, ela é quem me emprestou um pouco da sua magia para ver vida, para seguir em frente. Não é exagero dizer que é um anjo enviado para estar comigo todos os dias. 
Bom e teve quem se faz presente em todos os meus dias mesmo longe, quem rompeu e me fez romper a barreira da distância, viajando horas para estarmos juntas. É a responsável por muitas risadas e por alguns dos dias mais felizes do ano. É quem me surpreendeu com atitudes inesperadas, quem tanto me faz rir por agir tão naturalmente, quem me surpreende por ser tão igual a mim e termos vidas que caminham em velocidades tão semelhantes. Só há de ser Deus agindo sempre da melhor maneira.
E houve também a todo momento comigo aquela que não fez apenas meu ano mais feliz, faz da minha vida algo tão simples, que não demora em partir pra longe, mas que vai carregando consigo uma parte de mim. Nossa amizade não se mede em 10 anos, se mede pela intensidade de cada momento, de cada sorriso e de cada olhar. E quanto mais o momento de sua partida se aproxima, mais a sinto como uma parte de mim. A ela agradeço por todas as vezes que me fez mais forte, que me fez sorrir, que me abraçou no momento exato e renovou assim todas minhas energias. É quem começa o ano viajando comigo, e certamente me proporcionará mais momentos de plenitude e felicidade.
E há também alguém da qual muito me distanciei, mas que esteve presente todo o tempo em meu pensamento e em meu coração, a quem a vida trata de reaproximar lentamente, irmã que eu ainda amo de todo o coração.
Enfim, diria que a vida me deu mais que presentes, entre choros e sorrisos, pude olhar ao lado e ver quem sempre esteve comigo e agradecer a Deus por me mandar anjos.
Me senti completa em tantos sentidos, vi a vida me colocando nos lugares exatos, conheci melhor pessoas que estavam ao meu lado todos os dias e com essas dividi momentos que jamais serão esquecidos e por mais que tantas mudanças me sejam apontadas repentinamente, existe alguém ao lado me ensinando que Deus nada faz de errado, e é nisso que encontro a paz e a serenidade pra esperar por esse novo ano, que tanto me assusta, mas que tem tudo para começar me proporcionando lindos momentos.
E se é de momentos que a vida é feita, que venham todos, que me façam feliz ou triste, que me façam aprender e crescer com meus próprios erros.
E assim, um feliz 2008 para todos nós...




   

Ela tem o sorriso mais contagiante que já conheci, carrega consigo a alegria de viver, irradia felicidade em todos os meus dias e quando estamos juntas a paz chega bem pertinho de mim, os problemas que embalam os dias e que roubam as energias misteriosamente se escondem como se por aqueles instantes não mais existissem.
Somos apenas nós diante de um cenário escolhido, jogando palavras, formando conversas e confissões, regando a amizade antiga, eternizando sublimes sentimentos.
Me arranca mais que sorrisos, me trás gargalhadas e lindas gotas de felicidade.
O que breve me faltará não é apenas o sorriso, me faltará todo o resto, mas como chorar por alguém que durante 10 anos só me ensinou a sorrir? Que me trouxe os mais lindos instantes e me completou com a magnitude de cada olhar amigo.
Como falar em falta quando o que me foi dado é o que jamais poderá ser levado, o que ficará aqui tem vida, é como uma criança que cresce e aprende, mesmo que com obstáculos ainda invisíveis da vida. 
Como não ser feliz uma vez mais ao ver a realização de um sonho amigo?
Que vá pra longe de mim, que percorra os novos caminhos, mas não queira estar sozinha, eu estarei caminhando bem ao seu lado, não importa se não conseguir ver, saberá me sentir, as energias que emanarei alcançam qualquer distância.
Caminhe e descubra, sonhe e realize, mas não se importe em voltar vez ou outra, se não aqui, em algum lugar estarei esperando por você para juntas vivermos um pouquinho mais. E que esses momentos, ainda que raros, sejam o suficiente pra aguentarmos futuras ausências.

" Como tudo o que não pode ser tocado com a mão e nem visto como os olhos, e ainda se torna mais forte. As únicas coisas que importam são as feitas de verdade e alegria, não as de lata e vidro..."
(Fernão Capelo Gaivota)








 

O telefone não tocou, estava em minhas mãos, contei os minutos, fiquei inquieta, balancei as pernas enquanto sentia que o ar aos poucos desaparecia.
Respirei fundo, fechei os olhos e formei outra imagem.
A vida não se dá dessa maneira, não com essa loucura.
Caminhei depressa na mesma direção, ao encontro de alguém que me falasse do dia, que mudasse de assunto...
Apertei forte as mãos, me contive, as horas passaram lentamente, mas finalmente passaram.
É o único modo de aprender.
É muito mais que superar limites, um passo a frente que pode me levar muito mais longe, que pode me trazer de volta a vida de sempre, a vida de antes.




Me diga, de que é feita a vida? O que dá a forma e o sentido?
Qual forma dos sonhos e qual o sentido dos medos?
O que não é papalpavel seria mera ilusão? Ajude-me a desvendar esses segredos.
Como posso buscar caminhos se ainda entendo tão pouco, como querer compreender as tantas voltas da vida se nem sequer aprendi a andar em volta de mim mesma e me descobrir? 
Há uma vida pela frente e tantos caminhos se abrindo, mas não ter ao alcance ainda me parece a pior das sensações.
Ah, me dê a mão mais uma vez e me faça ver que de nada me adianta ficar onde estou quando ao meu redor tudo se move.
Peço aos céus que me liberte.
Preciso que sejas mais uma vez meu exemplo, da força e da coragem, dê me um pouco dessa alegria de viver, transmita-me sempre essa paz, e onde quer que vá esteja sempre a iluminar e me guiar, como faz até mesmo nesse instante.




Meu mundo anda por um  fio...
Meus pensamentos antes ocasionais agora tomaram conta de mim.
Tomaram conta das minhas manhãs, tardes e noites.
Meus "momentos dourados" se fazem cada vez mais raros.
A paz encontrada no caminhar matinal desapareceu, o sono das viagens também começa a ir embora aos poucos.
Qualquer telefonema me assusta, qualquer ausência inesperada, qualquer passo em falso.
Talvez esteja caminhando para um local perigoso, mas não sei como agir ou falar. Não é como as pessoas dizem, eu não posso dominar isso, eu não posso mais aguentar sozinha. Não há mais como deixar as coisas no estado que estão.
Sei do perigo que habita em todos os meus medos, sei da gravidade e da inconsequênia dos meus pensamentos, mas no momento estou de mãos atadas, não acho saídas e quanto mais as procuro mais meu caminho parece se fechar...





É o medo da vida que me tira o sono...
Medo de viver os dias com normalidade, quando a normalidade há tempos desapareceu.
Medo de me perder na escuridão dos meus pensamentos, na imensidão dos meus temores, no vazio dos dias que perdem as cores...
Tentativas de dominar pensamentos, moldá-los conforme o dia-a-dia manda. Desesperadamente tentando viver...
Preciso de certezas, de garantias que a vida não emite.
Necessidade de um lugar bem longe, lugar onde o pensamento jamais me alcassasse...





Amar...

Pode-se amar a vida, o colégio, a faculdade, a rua e a casa onde se mora...
A facilidade de amar as subjetividades da vida chega a impressionar.
Amar com essa simplicidade, facilidade e principalmente com essa rapidez. Posso amar uma simples casa a primeira vista.
Amar... Amar um gesto, um dia, um por do sol... Simplesmente amar, adorar, venerar...
Mas o que acontece com essa pequena, simples e bela palavra, que antes tão peculiar, acaba por se tornar rara e exclusiva quando o que se ama, não são apenas coisas, mas pessoas?
Hoje para alguns é tão fácil dizer que se ama, afinal são só três letrinhas não é? Tão fáceis de se digitar e falar, devem pensar, que saem por aí digitando e berrando aos quatro ventos.
Mas para mim, não há facilidade nem quando se trata apenas de sentir...
Consigo facilmente contar quantas pessoas amei em toda minha vida. Digo todas as formas de amor: amor de pai, mãe, tia, primo, amigo, namorado...
Ainda assim, dentre tantas possibilidades não foram muitas as pessoas que eu realmente amei... Que amo. 
Amor não morre, não acaba, não diminui...
Já acreditei amar pessoas que o tempo veio para provar que não era amor, uma simpatia passageira talvez.
Amar para mim requer tempo, paciência, entrega, requer cuidado e muita compreensão. Por isso não se ama a todo dia e nem a qualquer um...
Mas curiosamente não podemos escolher a quem amar. Amamos aqueles que estão longe, e até mesmo aqueles que não nos correspondem, quando poderíamos simplesmente escolher aqueles que estão diariamente ao lado e dispostos a nos dar aquilo que precisamos.
Há os amores familiares que são naturais e geralmente os mais saudáveis, são correspondidos a altura e não necessitam de constantes declarações para se ter certeza de que é puro, verdadeiro e possivelmente eterno. Esse nos dá segurança e a paz que necessitamos em nosso dia-a-dia.
Há o amor pelo sexo oposto, que costuma ser o mais complicado, e aquele que nos gera mais sofrimento e dor, mas ao mesmo tempo nos proporicona as melhores sensações.
E há o amor amigo, aquele que sentimos pelas pessoas que cruzam nossos caminhos, anjos enviados por Deus para nos ajudar em nossa caminhada.
É preciso desses amores para seguir em frente, para conseguir caminhar e enfrentar os obstáculos da vida . Amar faz bem a alma e ao coração, por mais que tantas vezes nos traga algum sofrimento e dor.
Amamos com uma intensidade que não se pode medir, uma força que não é possível explicar, e por motivos que normalmente desconhecemos.
Amo aqueles que estão constantemente ao meu lado, e também aqueles que de mim se distanciaram, com a mesma força a intensidade de outrora.
É possível amar sem querer nada em troca, nem mesmo a retribuição desse amor... Amar é o desejo simples e sincero de ver o outro feliz, de ajudar se possível, ou simplesmente torcer de longe e silenciosamente...

Amar... Simplesmente amar...




continua...



[ ver mensagens anteriores ]